SATANISMO - Do Caos a Ordem 
DEIDADE E DIVINDADE
DEIDADE E DIVINDADE

Se o universo é eterno, estático, finito ou infinito, são questões que a ciência ainda hoje vem discutindo, a certeza que se tem é que de fato a teoria do big ben ainda é a mais plausível para se explicar a origem deste vasto universo, porem que ate mesmo a ciência levanta a questão de que para que este fenômeno pudesse ter acontecido se faz necessário a existência de uma força provavelmente externa ao universo causadora dessa grande explosão que deu origem ao universo. Onde estamos tentando chegar? Numa energia desconhecida pela ciência, porem existente, misteriosa e que podemos considerar sendo a causa da existência de tudo o que há neste universo. Aqui estamos diante do que podemos chamar de DEIDADE, a fonte de tudo o que chamamos de divino, a fonte de toda criação, está presente em tudo, em toda parte, não tendo começo nem fim, estando fora do espaço e tempo, essa soma de “todas as coisas” de “tudo o que é divino” faz parte de nós e do que chamamos de divindade, a divindade é de natureza divina, sendo mais fácil de ser entendida por nós, pois trazem características como verdade, beleza, poder, justiça, soberania, amor, sendo perfeitas ou imperfeitas. Em geral são energias relacionadas à natureza, ao cosmos, a matéria. O que acontece é que nós temos uma enorme necessidade de humanizar as divindades, tornando-as literalmente nossa imagem e semelhança, mas não nos atentamos que a imagem e semelhança não estão na matéria física, mas em nossa matéria sutil, somos a imagem e semelhança em termos de criação, através do espírito, pois é esse corpo sutil que pertence ao cosmos, que está intimamente ligado a fonte criadora e as nossas divindades. Para entendermos melhor sobre as divindades podemos nos basear, por exemplo, no antigo Egito, onde suas divindades são representações dos poderes da natureza, da energia que move o universo e suas leis universais, estão relacionadas a forças, poderes entre o céu e a terra, entre os vivos e os mortos. O que acontece é que devido a ocidentalização das diversas culturas e tradições dos povos antigos, os mythos que são as verdadeiras tradições, magia, e formas de lidar com as forças do universo se tornaram mito, ou seja, viraram simples contos e lendas, perdendo assim o verdadeiro significado, metamorfoseando as divindades em seres terrenos, materiais e praticamente humanos!

Para finalizar como disse Albert Einstein

“Ciência sem religião é manca, religião sem ciência é cega”...

Gratidão a todos vocês!

Por Roberta Gaudard e Erika Gaudard

 

 

 

Translate this Page

Rating: 2.9/5 (468 votos)

ONLINE
1