SATANISMO - Do Caos a Ordem

FANATISMO

FANATISMO

Fanatismo

 

Dentre os inúmeros venenos que perpetuam na sociedade, nos deparamos com este: o fanatismo. Fanatismo nada mais é do que uma fé cega em algo ou dedicação extrema, descartando o pensamento racional e defendendo com unhas e dentes a sua ignorância. Não há adjetivo melhor que “cegueira” para definir este veneno. Vemos pessoas todos os dias “endeusando” políticos, sem sequer entender de política; idolatria a famosos da mídia, esquecendo que estes são tão humanos quanto nós; homens e mulheres que descartam laços facilmente por coisas banais tais como times de futebol, partidos políticos e gosto musical.

O satanismo prega a liberdade (com responsabilidade) e enxerga no fanatismo a escravidão. O homem, enquanto fanático, se torna apenas mais um entre as massas, ficando a mercê da manipulação. O verdadeiro satanista busca se libertar das amarras, sair da matrix e sair da sua posição de massa, se tornado assim arquiteto de seu próprio destino. Um dos pilares que sustenta a filosofia satanista é o uso da Razão, o pensamento racional pregado pelos gregos (uso da Logos), abraçando os fatos e exterminando a ignorância.

Infelizmente, não é isso que se vê por aí. Vemos pseudo satanistas que pregam a liberdade proposta por sua filosofia e ainda assim permanecem fanáticos. Satanistas estes que são adeptos de orações diárias, que carregam o livrinho satânico debaixo do braço considerando-o verdade absoluta. Se auto intitulam lobos, mas se veem como ovelhas de Satan, sendo este o seu pastor. Acham que rituais irão solucionar todos os seus problemas ou que a magia satanista se resume a estar diante de um altar, evocando ou invocando daemons. Enxergam em Satan um senhor de piedade, que tem pena de seus filhos. A verdade é que muitos saem do cristianismo, vêm para o satanismo, e trocam apenas o nome do deus, mas o tratamento continua o mesmo. Simplesmente fazem essa troca: “amém” por “ethan”, “ave”, “ágios” etc; a bíblia “sagrada” pela satânica; o branco pelo preto. Enfim: apenas taparam o vazio deixado ao sair do cristianismo. São apenas cristãos que se escondem atrás do preto de suas vestes, dos “rocks pesados” e que usam a máscara do malvadismo.

Convido a cada um de vocês a observar atentamente se seus atos condizem com a doutrina que dizem seguir. Refletir se a frase decorada “faze tudo o que tu queres há de ser tudo da lei” é de fato compreendida em sua totalidade. Se de fato praticam a liberdade proposta por Satan ou são mais uma vítima do fanatismo. Garanto a cada um de você que Satan não valoriza a sua humilhação de “ser servo”, de se ajoelhar diante do altar (pois o cultuamos de pé), ou mesmo de ser intitulado pastor. Ele valoriza quem pratica as atitudes satânicas, pois satanismo é uma filosofia de atitudes e não uma filosofia bonitinha que deve ficar somente no papel. Satan governa uma alcateia de lobos e não um rebanho de ovelhas. Lobos são independentes e sabem se virar sozinhos e ovelhas precisam de cuidados.

Gratidão a todos por lerem o presente texto. Que a chama negra de Satan/Lúcifer esteja sempre com todos vocês. Ave Satan/Lúcifer.

 

Natanael Agares

 

Copyright© todos os direitos reservados

 

 

 

Translate this Page
  • Currently 2.97/5

Rating: 3.0/5 (304 votos)

ONLINE
6