SATANISMO - Do Caos a Ordem

MATERIALIZAÇÃO DO PENSAMENTO

MATERIALIZAÇÃO DO PENSAMENTO

A MATERIALIZAÇÃO DO PENSAMENTO

Ideoplastia[do grego idéa = ideia, aparência + plásso ou plátto = modelar
Ideoplastia é a modelagem da matéria através do pensamento, a materialização do pensamento.
Pelo pensamento somos capazes de criar. Através da ideoplastia movimentamos a matéria sutil e damos forma a ela, isso se chama forma pensamento! Tanto pensamentos bons quanto ruins, somos capazes através dos pensamentos sejam eles negativos ou positivos de impregnar o ambiente com formas pensamentos, paredes, objetos e ate mesmo em torno de nós ou no que chamamos de aura. As formas pensamento ficam por toda parte. 
Quando geramos um pensamento ele se cria e fica circulando ao redor como uma rede de pesca, gravitando ao nosso redor, esperando para se unir a nossa aura.
Geralmente isso acontece no momento em que estamos com a energia mais baixa, ou quando estamos dormindo e nossa energia cai, ou quando estamos doentes, essa é a brecha para que a forma pensamento se una a nosso corpo energético.
Por isso cuidado com o que se cria com os pensamentos mais intensos.
Ao trabalharmos, por exemplo, com magia e rituais onde se manipula pensamentos e energias mais baixas e negativas, é necessário um trabalho mais efetivo de limpeza para que possamos nos livras dessas formas pensamentos.
De qualquer modo é sempre bom nos monitorar com relação a nossos ímpetos de agressividade e pensamentos negativos do dia a dia, buscando sempre banir essas energias astrais.
As formas pensamento revestem-se de um veiculo temporário, ou seja, um “corpo” astral, uma essência elemental e se tornam criaturas vivas que são animadas pela ideia que as criou. É uma vida “meio inteligente”.
É claro que o tempo de vida de uma forma pensamento depende da intensidade do pensamento que a criou, a força que lhe é emanada repetidamente pelo pensamento, tanto por quem gerou essa forma pensamento ou por outro que o alimenta. Afinal as formas pensamento se afinam através de compatibilidade energética.
Mas não assuste que para se criar uma forma pensamento é necessário um desejo muito forte, pensamento intenso e visualização!
Então não se preocupem porque pensamento ao vento não são capazes de criar e nem de sustentar uma forma pensamento, mas pelo sim pelo não melhor prevenir que remediar!
Estamos levantando essa questão porque com relação a visualização de seres durante rituais evocatórios pode acontecer de você ser atendido em sua evocação, mas pode ser uma forma-pensamento, uma impressão extraordinariamente vívida na luz astral, um autêntico ancestral, apegado à terra, ainda vagando em algum lugar particular. Devemos estar sempre atentos porque nossa mente nos engana muito! Não podemos acreditar em tudo o que vemos!
Dentro da magia trabalhamos muito com nossa mente e com a visualização de nossos desejos, com isso tendemos a criar formas pensamentos que se apropriam de cascas astrais, ou corpos astrais e se tornam uma espécie de “vida” que atua no plano astral para que possamos obter êxito em nossos rituais.
Diante disso devemos pensar bem antes de realizar determinados rituais pois um desejo suficientemente forte – esforço concentrado de amor ou de ódio – criará tal entidade, uma entidade que será, então, bastante desligada de seu criador e levará adiante o trabalho que lhe foi designado, sem considerar as intenções e desejos posteriores que aquele venha a manifestar.
Simples arrependimento não a traz de volta nem evita a sua ação, tal como o arrependimento não pode deter uma bala, uma vez disparada. O poder da entidade só poderia ser bastante neutralizado com o envio, de pensamentos de tendência contrária.
Ocasionalmente, não conseguindo exercer sua força sobre seus objetivos nem sobre seu criador, um elemental dessa classe pode tornar-se uma espécie de “demônio errante”, um ser inferior, atraído por qualquer pessoa que manifeste idênticos sentimentos.
Se for suficientemente poderoso, conseguirá mesmo apoderar-se de um cascão que passe e nele instalar-se, empregando mais cautelosamente seus recursos. Nessa forma pode manifestar-se através de um médium e, fingindo-se um amigo bem conhecido, obtém influencia sobre pessoas que, de outra maneira, não conseguiria impressionar.
O que é um cascão astral: Quando uma pessoa passa pela transição, ela descarta o corpo físico e um tempo depois, ela descarta também o corpo astral. Quando uma alma abandona seu corpo astral e realiza sua passagem ao nível mental, o corpo astral não se desintegra prontamente, ele permanece perambulando nas correntes astrais por um período mais ou menos longo. O corpo astral se torna um cadáver de matéria mais sutil, pronto para ser descarregado no deposito cósmico dos materiais astrais. Assim, da mesma forma que abandonamos o corpo físico, fazemos o mesmo com veículos mais sutis, como o corpo astral. Esse corpo astral dissociado do núcleo espiritual do ser, é chamado de cascão astral. Ele se torna uma verdadeira casca, sem vida e sem inteligência, conservando apenas a memória daquele que o utilizou na existência material precedente.
Tais elementais, transformados assim em demônios errantes – tenham sido consciente ou inconscientemente formados – procuram invariavelmente prolongar sua vida, seja alimentando-se como vampiros da vitalidade dos seres humanos, seja influenciando-os para que eles lhes façam ofertas. E muitas das vezes utilizando como veiculo esses cascões astrais citados. 
O universo cósmico, astral é muito mais cheio de mistério do que podemos imaginar e a vida que corre do outro lado é bem mais complexa, para que possamos nos precaver de sermos enganados e ate mesmo persuadidos por nossas próprias criações devemos buscar conhecer mais profundamente o outro lado da matéria não descartando nenhuma possibilidade, afinal não há verdade absoluta e não podemos afirmar e muito menos negar o que de fato acontece e como a vida funciona no astral...Boa sorte a todos!!


Texto de Erika Gaudard e Roberta Gaudard

 

Translate this Page

Rating: 3.0/5 (284 votos)

ONLINE
2