SATANISMO - Do Caos a Ordem 
PSIQUE, CONSCIÊNCIA HUMANA, EGO...
PSIQUE, CONSCIÊNCIA HUMANA, EGO...

Psique, consciência humana, ego...

Dentro do ocultismo, da magia, do satanismo e de diversos caminhos relacionados aos mistérios ocultos sempre estamos de algum modo ouvindo falar sobre estados de consciência, sobre mudanças em nosso ego, autoconhecimento, fazer a “vontade”, ouvimos também sobre sair da matrix, despertar da consciência e enfim...

Entendemos que nossa mente é multifuncional e responsável por nosso estado físico, emocional, espiritual, energético e ate mesmo a influência sobre nossa condição material.

Porem que é necessário invadirmos nosso interior para que possamos compreender melhor todas essas questões, saber lidar com elas e principalmente como que tudo isso age ao nosso favor.

Primeiramente vamos buscar entender nossa mente como funciona e como ela se divide.

A principio nossa mente partia do estado de consciente e inconsciente, sendo a nossa mente consciente onde é preservada uma visão superficial da nossa personalidade, é relativa a tudo que estamos cientes em um determinado momento, senso de identidade, raciocínio, memoria, convívio social, funções emocionais e cognitivas, mas sempre voltadas ao momento, podemos dizer que um estado de percepção mental instantâneo, presente.

Já a porção inconsciente é a dominante, é no inconsciente que estão elementos instintivos não acessíveis à consciência, no nosso inconsciente guardamos coisas que “acreditamos” ter excluído de nossa consciência, sentimentos, pensamentos, tudo que pra nós foi ou é reprimido, censurado, todas as nossas memorias, sensações, experiências é o nosso arquivo mental.

È no nosso inconsciente que estão as principais determinantes da nossa personalidade, as fontes da energia psíquica, os instintos, sendo a porção vivaz e imediata da nossa mente.

Porem que não paramos por aí, essa é apenas a primeira etapa para nos descobrirmos e adentrarmos em nós mesmos, estamos só nos conhecendo e agora já apresentados ao nosso consciente e inconsciente chegamos a primeira porta do nosso Eu, encontramos a nossa Psique ou Self!

A Psique esta relacionada a tudo que ocorre com a mente humana, pensamentos, sentimentos e emoções, toda nossa personalidade é formada a partir da Psique ou Self, não sendo apenas um ponto central na nossa mente, mas a totalidade dela.

Nosso Self (si mesmo) é constituído por três conceitos, Ego, Id e Super Ego!

O Id (origem alemã quer dizer “isso”) é porção da nossa mente que desconhece o julgamento de valores, o bem e o mal, a moralidade, buscando a satisfação imediata sem tomar conhecimento das circunstâncias da realidade.

 

É a parte da nossa mente que funciona de acordo com o prazer tentando reduzir nossas tensões  através do prazer e diminuindo a dor. O Id esta relacionado a nossa energia básica psíquica, a libido,   é o pedaço da nossa mente voltada aos instintos, impulsos orgânicos e desejos inconscientes e regido pelo princípio do prazer, que exige satisfação imediata. É atemporal e só quer prazer. É a energia dos instintos e dos desejos em busca da realização desse princípio do prazer. É a libido.

 

Seguindo em frente nos deparamos com uma porção de nossa mente chamado de Super Ego (sobre EU), uma estrutura que se desenvolve desde que nascemos, regras de comportamento, tudo o que nos é ensinado durante a vida,  recompensas, punições, moralidade.

 

Nosso comportamento é determinado inicialmente pelas ações dos pais  onde formamos nosso Super Ego, a partir daí seguimos pelo autocontrole,  é o lado superior da vida humana, a moralidade e estará sempre em conflito com ID, pois é o lado da mente que tenta inibir a atuação do ID, dos nossos instintos mais primitivos, dos nossos impulsos.

 

 Em resumo a formação do superego se dá pela identificação e criação familiar além de sofrer posterior influencia e exigências sociais, morais, educativas, religiosas e culturais. Valendo deixar claro que o Superego está ligado tanto ao consciente quanto ao nosso inconsciente.

 

Ainda dentro de nosso Eu precisamos conhecer mais um “amigo”, tão importante quanto, o Ego ou EU é o centro da consciência, soma de todos os pensamentos, ideias, sentimentos, lembranças e percepções sensoriais. É a parte mais superficial do indivíduo,  o ego que separa o que é real do que não é real, e a organizar os pensamentos do indivíduo para que ele possa compreendê-los e o mundo ao seu redor.

 

O Ego é parte do ID, porem que sua função é encontrar equilíbrio entre os instintos primitivos e a realidade, quando o ego se submete ao id, torna-se imoral e destrutivo; ao se submeter ao superego, enlouquece de desespero, pois viverá numa insatisfação insuportável.

 

A função básica do Ego é a consciência da sobrevivência humana do individuo. O Ego é ignorado, muitas vezes utilizado de forma errônea, equivocada, exacerbada, inconsequente.

 

Para que a gente possa ter uma melhor compreensão de tudo o que vamos abordar aqui e o porque de estarmos levantando esse assunto, vamos fazer agora uma breve recapitulação:

 

*Id: fonte de energia psíquica e o aspecto da personalidade relacionado aos instintos. Constitui o reservatório de energia psíquica, é onde se localizam as pulsões de vida e de morte. As características atribuídas ao sistema inconsciente. É regido pelo princípio do prazer (Psiquê que visa apenas o prazer do indivíduo).*

 

*Superego: o aspecto moral da personalidade, produto da internalização dos valores e padrões recebidos dos pais e da sociedade. Origina-se com o complexo do Édipo, a partir da internalização das proibições, dos limites e da autoridade. (É algo além do ego que fica sempre te censurando e dizendo: Isso não está certo, não faça aquilo, não faça isso, ou seja, aquela que dói quando prejudicamos alguém, é o nosso "freio".)*

 

*Ego: Aspecto racional da personalidade responsável pelo controle dos instintos. É o sistema que estabelece o equilíbrio entre as exigências do id, as exigências da realidade e as ordens do superego. A verdadeira personalidade, que decide se acata as decisões do (Id) ou do (Superego) *

 

Agora vocês devem estar se perguntando o que isso tem a ver conosco? O que isso tem a ver com satanismo? Eu já adianto a vocês ..... TUDO!!!

 

É chegado o momento de nos desnudarmos! Em determinado momento de nossas vidas buscamos pela satisfação de nossas necessidades, buscamos pela realização de nossas vontades, buscamos exteriorizar nossos desejos reprimidos, sentimos muitas vezes um vazio e uma sensação de algo está errado nesse universo e em torno de nós, em determinado momento de nossas vidas sentimos que as ditas verdades sobre nós e sobre o mundo, sobre a criação não se encaixam com a nossa forma de ver o universo, as pessoas, as coisas e é nesse ponto que começa a caçada por algum caminho que nos dê respostas que sejam  coerentes e aceitáveis com nossas necessidades, que tapem os vazios que sentimos, é nesse ponto que procuramos por algo que nos dê tudo aquilo que procuramos com relação a nós e nossa vida!

 

 

 Muitas pessoas encontram no satanismo  essa fonte! Por trazer o satanismo uma filosofia e conceitos voltados a liberdade, ao livre arbítrio, voltados  aos poderes e forças que há em cada de um nós, por ser o satanismo um caminho onde nos deparamos com seres que nos são apresentados como sendo as forças capazes de nos proporcionar tudo o que queremos, cria-se então a sensação de proteção, poder, liberdade, pois você não tem mais  o que temer, você está protegido por demônios, você busca dentro da magia praticar rituais para conquistar seus objetivos. Agrega a seres astrais missões através de acordos e pactos para que estes possam solucionar sua vida e seus problemas por menores que sejam. Você tem a certeza de que não está mais sozinho e que a partir desse momento tudo será mais fácil.

 

Preste atenção! Antes de adentrarmos no universo astral, antes de entendermos Satã, Lúcifer, os demônios e todo esse plano que os envolve e sua relação conosco e com a matéria é imprescindível entendermos questões mais profundas sobre nós mesmos.

 

Aqui já abordamos sobre conceitos e filosofias satanistas, pelas redes, sites e livros você ira se deparar com conceitos onde serão apresentados a vocês sobre atitudes, comportamentos perante a sociedade, sobre “mandamentos e pecados satânicos” ,  vertentes e ordens ocultistas diversas com seus conceitos, dogmas, com seu segmento, com suas normas e regras, algumas que ate não fogem muito as velhas e antigas maneiras de culto e crença cristã, teorias e mais teorias, religiosidade, misticismos, fanatismo, ou seja, vamos encontrar em nosso caminho de tudo.

 

O mais importante o que realmente precisamos para chegar onde queremos e conquistar nossa verdadeira liberdade, o que precisamos para ter êxito em nossas vidas, em nossas praticas, para ter uma verdadeira comunhão com nossos deuses, demônios, seres astrais, começa dentro de cada um de nós.

 

O verdadeiro despertar da consciência, acordar, enxergar, esse despertar que não esta nos livros, não esta nas vertentes, nas ordens, não esta na fé, na crença, não esta na filosofia, mas em você!

 

 

O homem é na verdade o único animal que não sabe viver, por mais que “evoluamos” na escala animal, somos os seres mais complexos e infelizes, tanto que o homem necessita de filosofias e religiões para fugir da realidade sempre por mecanismos de defesa, ou por conformismo, ou pessimismo, o que o distancia de si próprio!

 

Arraigados desde o nascimento por gigantes que nos acompanham em nossas mentes e que nos limitam e aprisionam sem mesmo que possamos perceber, somos envolvidos por toda a vida pelo medo, pela ira, pelo amor e pelo dever, gigantes que precisam ser entendidos e dominados por nós, pois são parte de nossa psique, estão em nós, em todas a s nossas ações, decisões, no que nos move em todos os aspectos.

 

O autoconhecimento se faz necessário para que possamos nos libertar verdadeiramente e compreender todo o universo a nossa volta. Entrar em nosso universo interno, buscar conhecer profundamente nossa raiz, nossa mente é o que irá nos transformar!

 

Essa transformação nos leva a um poder muito mais profundo em nós e no mundo ao nosso redor! Mas isso só é possível quando verdadeiramente somos capazes de invadir nosso Eu, permitindo conhecer profundamente nossa essência, nossas ideias,  nossas emoções.

 

Quando este trabalho de autoconhecimento é realizado e começamos a expandir nosso nível de consciência somos capazes de perceber que muitas das nossas ações, sentimentos e pensamentos são apenas fruto de um estado mental, produzido pelo mundo exterior, e não nossa verdadeira vontade como assim “acreditamos”.

 

Nossa mente nos engana a todo instante porque não a conhecemos profundamente e tolo é aquele que afirma veementemente ter controle total sobre si mesmo!

 

Afinal isso é um processo, um trabalho que exigirá de cada um de nós dedicação, boa vontade, conhecimento e sabedoria!

 

A pessoa que busca o autoconhecimento:

 

Fica menos surpresa com o que ela mesma faz, pois sempre tem as respostas para explicar o porquê das suas atitudes.

Faz a escolha mais adequada de se comportar -  sendo possível diminuir o surgimento da frustração, ansiedade, baixa autoestima, instabilidade emocional e outros.

Tem maior controle sobre como quer viver, age e reage por meio de suas decisões, assim, opera cada vez menos na forma automática.

Tem maior controle sobre a própria emoção (negativas ou positivas).

Sabe priorizar o que é mais importante do que não é. Assim, consegue funcionar com mais saúde e equilíbrio.

È sair da zona de conforto. É ir além. Ver, inclusive, o que não gostamos ou queremos ver ou saber.

É sair da mesmice, da rotina, da Matrix, libertando-se das crenças limitantes, dos dogmas e dos medos que nos impedem de explorar e quiçá realizar potenciais que só estão esperando por essa carta de alforria para se materializarem à nossa frente.

 É ter consciência da própria condição de ser planetário e não simplesmente um indivíduo.

Ter percepção de nós mesmos e da realidade à nossa volta somadas ao nosso prévio conhecimento, que inclui a memória. Então ao expandi-la aumentamos nosso horizonte. 

É procurar aumentar o autoconhecimento que tem como consequências melhorar nossos relacionamentos, nos tornar mais hábeis em coisas tão práticas e necessárias no nosso dia a dia. 

Expansão da Consciência é o ato de compreender a relembrar quem sou eu mesmo aqui e agora compreender quem é esse sou “eu” que pensa como um indivíduo, como uma pessoa pensante, entender o que é essa Mente do Ego e como desfazer disso tudo, entender o universo que vai além desse Deus criador como as crenças religiosas e crenças limitantes que ensinam até aos dias de hoje.

 

      É por meio do autoconhecimento que uma pessoa desenvolve seu potencial.

 

      *Quem não se conhece muito bem, não vive no mundo, mas misturado com o mundo*

 

 “Sua   visão se tornará clara apenas quando você puder olhar dentro de seu coração.

      Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro acorda."

       

      Carl G. Jung

 

 Erika Gaudard e Roberta Gaudard

Copyright© todos os direitos reservados

Translate this Page

Rating: 2.9/5 (436 votos)

ONLINE
1